14 09 2010

o eSTADO DO mARANHÃO, 07 DE SETEMBRO DE 2010

Anúncios




Jomar Moraes

5 09 2010





Um artigo

5 09 2010

Fonte: revista Conhecimento Prático Língua Portuguesa nº 22





DINO CAVALCANTE

13 02 2010

SÍNTESE BIOGRÁFICA

Nascido no município de Alcântara, José Dino Costa Cavalcante desde a juventude se interessou pelo mundo das letras. Graduou-se em Letras, pela Universidade Federal do Maranhão, instituição de onde hoje é professor. Depois de graduado, continuou seus estudos na Unesp, de onde obteve os títulos de mestre e doutor em estudos literários.

Professor com grande atuação na área de pesquisa e de ensino, Dino Cavalcante lecionou em diversos colégios e universidades, sempre desenvolvendo estudos voltados para o teatro e a prosa do século XIX, centrando seus trabalhos na vida e na obra de Artur Azevedo.

Dino Cavalcante começou sua incursão na literatura com a composição de poemas. Aos poucos, foi se voltando para o a prosa, principalmente para a ensaística.

BIBLIOGRAFIA

Canto Salvagem (Poemas – em parceria com Joema Corrêa)

Os Epigramas de Artur (estudo literário, em parceria com José Neres)

O Discurso e as Ideias (Estudos literários, em parceria com José Neres)

Bar Brasil (narrativas curtas)





MARCOS FÁBIO BELO MATOS

8 02 2010

SINTESE BIOGRÁFICA

Marcos Fábio Belo Matos é jornalista e professor universitário. Tem mestrado em Cumunicação e Cultura e atualmente conclui sua tese de doutorado. Contista, ensaísta e poeta, seu estilo geralmente é voltado para uma simplicidade vocabular e por imagens literárias bem eleboradas.

BIBLIOGRAFIA

Além de textos publicados em atologias, Marcos Fábio é autor dos seguintes livros:

1. Anonimato (poesia)

2. E o cinema invadiu a Athenas (ensaio)

3. O Homem que derreteu e outros contos

4. Cotidiano Cinza (contos)

5. Crônicas de Menino (memorialismo)

UM CONTO DE MARCOS FÁBIO

EXPEDIENTE

Marcos Fábio Belo Matos

            No terceiro patamar de uma escada de seis lances, ele parou, cansado. Sentiu um leve sufocamento e começou a ofegar. Baixou a cabeça para respirar melhor e segurou o corrimão mais firme. Um colega desceu correndo com um documento na mão, disse uma gracinha qualquer e nem reparou que ele não estava bem.

            Venceu mais um lance, com muita dificuldade e sentiu uma dor forte no peito. “É o cigarro, é essa porra do cigarro”, pensou, enquanto massageava o lugar da dor com uma mão e se encostava à parede. Talvez também fosse a gordura, que ia se denunciando na protuberância da barriga, com certa rapidez. Talvez também fosse a bebida, que ele não conseguia largar, por mais que a Rita brigasse. Anos a Rita brigando, ele já nem mais ligava. Quando ela enchia demais o saco, ele sumia uns dois dias e aí ela se conformava. Mas a bebida é o demônio engarrafado, como ele ouviu um dia o pastor dizer na televisão.

            Mais meio lance da escada e de novo a dor. Uma pontada, forte, seca. A mão, a massagem, um enorme sufocamento. Ninguém passou para perguntar o que ele tinha. Ninguém passou para nada.

            Laurindo nem chegou a completar o quinto lance da escada. No penúltimo degrau, caiu, fulminado.

Marcos Fábio – SL, 30.03.05.





JOSÉ GARCIA

3 02 2010

SINTESE BIOGRÁFICA

Graduado em Teologia e em Letras, José Garcia, ou simplesmente Padre Garcia, como é mais conhecido, é natural da cidade de Morros e exerce com grande amor e dedicação o sacerdócio voltado para a Igreja e para a literatura.

Capa de dois dos livros de José Garcia

Sua obra geralmente trabalha com humor as questões relacionadas à existência humana e os conflitos internos do Homem.

Prosador, poeta e cordelista, José Garcia já publicou os seguintes livros:

1. As Sombras da Batina (novela)

2. Metáforas Humanas (contendo duas novelas: O afogamento do defunto/ O peregrino)

3. Apologia (poema)

4. Suspiros Amorosos (poemas)





RICARDO LEÃO

1 02 2010

SÍNTESE BIOGRÁFICA

RICARDO LEÃO é o pseudônimo artístico-literário de Ricardo André Ferreira Martins. Graduado em Letras, mestre e doutor em literatura,ele é um dos maiores estudiosos da obra de Nauro Machado e da literatura maranhense como um todo.

OBRAS

Além de participar de diversas antologias e de escrever artigos para jornais e revistas especializados, Ricardo Leão publicou os seguintes livros:

1. A Simetria do Parto (poesia)
2. Tradição e Ruptura: a lírica moderna de Nauro Machado (ensaio)
3. Os Dentes Alvos de Radamés (prosa)
4. A Primeira Licção de Física (poesia)

O poeta autografando um de seus livros